EM BUSCA DOS DEVEDORES, FALSOS RELIGIOSOS, FALSOS POLÍTICOS. DENUNCIE PARA A TELEVISÃO TVS.
E-mail: tvsinternacional@hotmail.com

Notícia do dia 01 de dezembro de 2022

CRIME HEDIONDO DE EXTORSÃO MEDIANTE SEQUESTRO E OUTROS CRIMES

Em 23 de janeiro de 1999 sofri o crime de extorsão mediante sequestro, CRIME HEDIONDO, cometido por TIRONE LEMOS MICHELIN, que era funcionário ou prestador de serviços para a ULBRA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL (lobista). Segundo o próprio sequestrador, no ato do crime à mão armada, o sequestro era a mando dos reitores da Ulbra na época, reitor RUBEN RUGEN BECKER, vice-reitor LEANDRO EUGÊNIO BECKER e pró-reitor de administração PEDRO MENEGAT. Crime cometido por medo da concorrência na área do ensino, pois eu era diretor geral do IESES INSTITUTO EDUCACIONAL SAGRADO ESPÍRITO SANTOS e estava iniciando a implantação de escolas e universidade no Brasil.

Mas não foi somente este crime. Impediram a implantação da universidade e das escolas IESES, uma delas foi inclusive TOTALMENTE DESTRUÍDA por cerca de oitenta homens em Novo Hamburgo.

A perseguição contra minha pessoa nunca mais parou, nunca mais consegui levar de fato adiante nenhum projeto que iniciava, pois ABSOLUTAMENTE TUDO foi sempre boicotado. Sofri muitos crimes, abalos morais e financeiros ao longo desses mais de 23 anos.

E essa perseguição se tornou também uma questão de VINGANÇA, pois em 2006 denunciei os então reitores e a Ulbra na Receita Federal por crimes financeiros. Acabou por serem descobertos outros crimes que levaram os na época reitores a perderem sua universidade. Dívida de mais de R$ 2 bilhões de reais, entre dívidas com trabalhadores, empresas e sonegação fiscal.

CLIQUE PARA LER A DENÚNCIA NA RECEITA FEDERAL

Os então reitores, hoje ex-reitores, envolveram muitas pessoas nessa perseguição contra minha pessoa, desde vizinhos e conhecidos até autoridades de todas as escalas. TUDO PARA ME PREJUDICAR.

Claro que fica a pergunta: COMO ESTES HOMENS FIZERAM TUDO ISTO E NÃO ACABARAM PRESOS OU ALGO ASSIM? A resposta é bastante simples: INFLUÊNCIA E PODER FINANCEIRO. Eles eram reitores de uma grande universidade no Brasil, pessoas com status social alto e que ainda se apoiavam na religião. Ruben Becker era pastor luterano.

Com exceção da denúncia que fiz na Receita Federal, TODA E QUALQUER DENÚNCIA feita por minha pessoa contra os reitores da Ulbra ou seus cúmplices, denúncia contra autoridades como magistrados e promotoras por maus procedimentos, todas s denúncias eram SEMPRE ARQUIVADAS. E não bastasse isto, algumas autoridades ainda faziam de tudo para transformar minha pessoa de VERDADEIRA VÍTIMA à CRIMINOSO.

Com tudo o que eu passei, que minha família passou ao longo desses anos, e com crimes e abalos morais ainda sendo cometidos contra minha até os dias de hoje, até mesmo através de alguns vizinhos da Televisão TVS, sofri um INFARTO DO MIOCÁRDIO no dia 22 de fevereiro de 2022.

Fui levado para a UPA Rio Branco onde fiquei na UTI por dois dias e em seguida transferido para o Hospital Universitário para ser submetido a um cateterismo e angioplastia, onde fiquei mais dois dias na UTI e mais sete dias em leito do hospital. Felizmente, os procedimentos foram realizados com sucesso, mas ficaram várias sequelas do infarto, impedindo minha vida profissional e dificultando muito minha qualidade de vida de um modo geral.

Abaixo seguem fotos e nomes de pessoas que cometeram crimes contra minha pessoa, que me prejudicaram moralmente e financeiramente através de vários atos cada uma delas, como: EXTORSÃO MEDIANTE SEQUESTRO, IMPEDIMENTO DA IMPLANTAÇÃO DE ESCOLAS E UNIVERSIDADE DO IESES, DESTRUIÇÃO DE ESCOLA DO IESES, AMEAÇAS ATÉ MESMO DE MORTE, PERSEGUIÇÃO, DIFAMAÇÕES E CALÚNIAS, INJÚRIA, OFENSAS, PROVOCAÇÕES, DESTRUIÇÃO DE PATRIMÔNIO, VIOLAÇÃO DE SISTEMA DE ALARME COM SIRENE E LUZES e outros.